Adega Casa da Torre – Vila Nova de Famalicão

17 06 2010

A adega não é mais o que costumava ser. As adegas onde as teias de aranha e poeira, eram o sinal da passagem do tempo e dos tempos irão fazer parte do passado. Os vinicultores estão a mudar as suas adegas e já não têm espaço para a poeira, nem para as teias de aranha. A adega da Casa da Torre já existia, como um bom vinho já produzido na propriedade.

A vontade de produzir mais vinho, melhor e em conformidade com as novas regras levaram a ter de repensar a adega e, inevitavelmente, aumenta-la. A localização e orientação são excelentes. Semi-enterrados no terreno, o seu lado sul é protegido do sol directo, o lado ocidental também é protegido. A norte, é uma parede de granito e a leste são as áreas de entrada.

A transformação começou ao nível do tecto: a partir de uma complexa variedade de diferentes estruturas e planos. A estrutura do telhado em madeira lamelada é uma estrutura simples, apesar de os quatro varões que emergem de cada pilar, para apoiar o telhado lhe darem um aspecto mais complexo. Os cabos de aço são usados para conter o grande impulso horizontal gerado pelo peso da estrutura do telhado e os acabamentos. No interior, a escolha dos materiais foi guiada pelos parâmetros de higiene, durabilidade e manutenção. As cubas de madeira e banheiras foram substituídos por tanques de aço inoxidável rigorosamente alinhadas, com as suas generosas barrigas, algumas cheias, outros à espera de do precioso néctar.

Projecto: Casa da Torre Vinícola

Cliente: Manuel Sousa Lopes

Localização: Louro – Vila Nova de Famalicão – Portugal

Construção: 2008-2009

Arquitectura: Carlos Castanheira Carlos Castanheira

Consultorias: Eng. Paulo Gabinete HDP. Engenharia Civil, Lda.

Estrutura de Madeira: Madeira Carpicunha Ld ª

Revestimentos: Asa, Ld ª

Fotografia: Fernando Guerra

Anúncios

Ações

Information

4 responses

17 06 2010
Gio

Uma verdadeira obra arte, com grande requinte, aliando a arquictetura á engenharia, isto sim é beleza pura do que podemos construir em madeira, pena é que em Portugal nao se façam mais obras do genero.

8 09 2010
Ana

Não se fazem mais obras em madeira, mesmo a nível e moradias unifamiliares, porque são caras!!! São mais caras do que a construção dita tradicional…

8 09 2010
Megamix

Sim tens toda a razão, as construções em madeira no nosso país são muito caras, mas permitem poupar dinheiro a longo prazo, pois as casas de madeira são energéticamente mais eficientes que as casas tradicionais.

27 10 2010
Abel

Em Portugal faz-se obras de qualidade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: